Salgados

Coxinha de mandioca

Coxinha de mandioca, aipim ou macaxeira…

Quem acompanhou a saga da coxinha de mandioca no Stories do Instagram sabe como deu trabalho para essa receita chegar aqui, mas testei com muito carinho e vontade (principalmente de comer, rsrs) para que desse certo. Aliás, já ensinei aqui no blog e no Youtube como fazer a minha famosa coxinha com batata na massa que modéstia à parte, fica maravilhosa!

Primeiro eu tentei fazer com a mandioca pura, apenas misturada com manteiga, fiz o teste fritando uma bolinha, e infelizmente não deu certo, a bolinha estourou e encharcou.

Depois adicionei farinha de trigo e sovei bem, na hora ficou muita boa, mas minutos depois começou a amolecer. Aconteceu como minha mãe sempre diz: farinha de trigo na mandioca desanda e depois não há farinha que faça endurecer! Ela sempre teve razão.

Foi aí que uma seguidora fofa que trabalha com salgados me deu a ideia de colocar a massa na panela para cozinhar a farinha de trigo, e essa foi a salvação. A farinha cozinhou e ajudou secar a massa.

Por fim, a massa ficou muito boa e eu nem precisei colocar muita farinha de trigo, então não perdeu o sabor maravilhoso da mandioca.

Tempo de preparo: 120 minutos
Rendimento: 30 coxinhas
Validade: 3 dias na geladeira e 2 meses congelada
Ingredientes para a massa:

1 kg de mandioca cozida

3 colheres (sopa) de manteiga

3/4 xícara (chá) de farinha de trigo

2 colheres (chá) de sal

Ingredientes para o recheio:

600 gramas de peito de frango limpo e sem osso

2 dentes de alho picados

1 cebola picada

2 tomates maduros sem sementes e cortados em cubos

1 colher (sopa) de colorau

Sal e pimenta do reino a gosto

Salsinha e cebolinha a gosto

400 gramas de requeijão cremoso para rechear

Para empanar:

300 mls de água

3 colheres (sopa) de amido de milho

Farinha de rosca

Modo de preparo da massa:
  1. Cozinhe a mandioca até que espetando um garfo entre com facilidade e deixe escorrer bem água do cozimento.
  2. Pese depois de cozida, para que tenha mais ou menos 1kg.
  3. Com a mandioca ainda quente, retire a fibra que fica no meio, cuidando para não se queimar, e bata aos poucos em um processador até formar uma bola de massa. A mandioca é bem pesada para moer no espremedor de batatas, mas muitas pessoas conseguem, algumas até conseguem amassar no garfo, eu não consegui.
  4. Leve a mandioca em uma panela com a farinha de trigo, manteiga, sal e cozinhe mexendo sempre em fogo médio por mais ou menos 10 minutos, para a farinha de trigo cozinhar bem e a massa não ficar mole.
  5. Coloque a massa sobre uma bancada levemente untada com manteiga, espere esfriar um pouco até que você consiga tocar sem queimar as mãos e sove até que fique lisa.
Modo de preparo do recheio:
  1. Para cozinhar o frango, coloque-o na panela de pressão, cubra com água e leve para cozinhar em fogo alto. Quando pegar pressão, abaixe o fogo e cozinhe por 35 minutos.
  2. Desfie o frango e reserve.
  3. Coloque um fio generoso de óleo em uma panela, frite o alho até começar a dourar, adicione a cebola e refogue até murchar.
  4. Abaixe o fogo e adicione o frango, o colorau, o sal e a pimenta.
  5. Quando estiver tudo bem misturado adicione o tomate e refogue por mais um minuto.
  6. Finalize com salsinha e cebolinha a gosto.
  7. Espere esfriar para rechear as coxinhas. 
Montagem da coxinha:
  1. Pegue uma porção de massa e abra na palma da mão, deixando o centro sempre mais gordinho. Essa massa é um pouco mais mole que a de batata, então se estiver grudando, unte as mãos levemente com óleo.
  2. Coloque um pouco de requeijão no centro e cubra com o frango apertando um pouco com as costas da colher para caber bastante recheio. Apesar do requeijão ser uma das melhores coisas na coxinha, não exagere nele, pois pode dificultar na hora de fechar a massa. 
  3. Feche as bordas da massa, com cuidado para não vazar recheio, em direção ao centro e formate a coxinha. 
  4. Para empanar, misture o amido de milho na água, banhe a coxinha, escorra e em seguida, passe na farinha de rosca.
  5. Frite em óleo quente até ficarem bem douradas. Também tentei assar, mas infelizmente estouraram. 

Comentários

comentários